quinta-feira, 19 de maio de 2011

Polícia Federal prende quadrilha que agia na Paraíba e no Rio Grande do Norte

A Polícia Federal prendeu uma quadrilha interestadual na manhã desta quinta-feira (19), em várias cidades da Paraíba. De acordo com a assessora de imprensa da PF, Michele Urbano, as investigações tiveram início desde 27 de fevereiro deste ano, em uma operação para combater o tráfico de drogas no estado.
Na época, a PF apreendeu 22 quilos de cocaína e prendeu um homem quando ele tentava passar com a droga pelo posto da Polícia Rodoviária Federal de Café do Vento. O caminhão vinha do estado do Rio Grande do Norte com destino à João Pessoa.
As prisões aconteceram nas cidades de Santa Rita, Sousa, São José de Piranhas e São Bento.
Os quatro homens que estavam com mandados de prisão expedidos pela Justiça, já se encontram na superintendência da Polícia Federal, em Cabedelo, de onde serão transferidos para a cadeia pública de Sapé.
Confira nota na íntegra:
NOTA
Em cumprimento a Mandados de Prisão Preventiva, expedidos pelo Juiz Titular da 1ª Vara da Comarca de Sapé/PB, equipes de Policiais Federais por volta das 06:00 do dia 18/05/2011, prenderam 04 homens integrantes de quadrilha interestadual de tráfico de entorpecentes, nas cidades de Santa Rita, São José de Piranhas, Souza e São
Bento/PB.

A Delegacia de Repressão a Entorpecentes, chefiada pelo DPF Gustavo Alexandre, iniciou investigações após flagrante ocorrido em 27/02/2011 (apreensão de 22,557 Kg de cocaína e prisão de um homem com 37 anos) que resultaram nas 04 (quatro) prisões efetuadas hoje.
Os presos serão incursos nas penas do artigo 33 da Lei nº 11.343/06, (tráfico de drogas), cuja pena imposta varia de 05 (cinco) a 15 (quinze) anos de reclusão. Os mesmos se encontram na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Cabedelo/PB e serão encaminhados posteriormente para a Cadeia Pública de Sapé/PB onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.
Cabedelo/PB, 19 de maio de 2011.
Portalcorreio - Felipe Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário