terça-feira, 15 de maio de 2012

Parnamirim - RN: Acusado de participar de assalto contra cunhado de deputado é assassinado

Judson Bandeira tinha sido solto recentemente e estava na porta de casa quando foi morto.

PortalBO - Thyago Macedo

A sequência de mortes na grande Natal continua. Na noite desta segunda-feira (14), um jovem de 21 anos foi assassinado com vários tiros no Parque Industrial, em Parnamirim. Judson Bandeira Bonfim estava na frente de casa, na rua rio Nilo, quando homens armados passaram pelo local atirando. A vítima do homicídio respondia a processo por roubo, sendo acusado de participar de um assalto contra o cunhado do deputado Nélter Queiroz, em abril de 2011.

O crime desta noite aconteceu por volta das 19h. De acordo com o soldado Daniel, do 3º Batalhão da Polícia Militar, populares ligaram para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) dando conta de um tiroteio na rua rio Nilo. “Nos dirigimos imediatamente para o local e já encontramos a vítima caída no chão sem vida. A partir daí, acionamos a equipe da Delegacia de Plantão, bem como os peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia”, revela.

Judson Bandeira foi atingido por tiros na região da nuca e também nas costas. Populares não souberam dizer se os criminosos estavam em carro ou motocicleta. O jovem de 21 anos respondia a processo por crime de roubo, tendo em vista que foi apontado por investigações policiais como um dos participantes da tentativa de assalto contra o cunhado do deputado Nélter Queiroz, o comerciante Donizete Bezerra de Medeiros.

Na ocasião, criminosos renderam o filho do comerciante e entraram na casa. Houve uma reação por parte das vítimas e um tiroteio. Ainda no dia do crime, um bandido identificado como Josueldo Pereira de Queiroz foi alvejado e morreu dentro da sala da casa de Donizete, que também foi baleado, bem como o filho dele.

Outro assaltante, identificado como Jonatas Soares da Silva, chegou a ser baleado na ocorrência, mas sobreviveu e passou a responder ao processo o mesmo processo por crime de roubo. A polícia ainda não sabe o que pode ter motivado o assassinato de Judson Bandeira. O que se sabe é que o jovem estava preso e recebeu alvará de soltura no dia 2 deste mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário